Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a-de-alice

a-de-alice

25
Jan16

Uma aventura chamada Inês

a-de-alice

Dia 23 de Janeiro de 2004

Um dia marcado pelo nascimento da Inês

Passei a saber o que era amor incondicional e amar alguém acima de tudo e de todos.

Perguntei-me muitas vezes como consigo amar alguém assim, acabei de te conhecer e é como se nos conhecessemos desde sempre.

No 1º dia que viemos para casa, confesso tive medo, de não estar á altura deste desafio, ter alguém dependente de mim para tudo e eu própria estava fragilizada ainda. Mas lá fomos descobrindo pouco a pouco como superar cada barreira.

Passaram 12 anos!!!

 

 

Inês

Que a vida nunca te deixe esquecer de que fibra és feita.

Se caires,levantas-te

Se falhares, tentas novamente

Mas nunca,nunca desistas.

Quem realmente gosta de ti vai estar sempre ao teu lado e te dar colo sempre que precisares.

Continua o bom caminho, o trajecto até agora feito só me pode deixar muito orgulhosa.

O que importa é que continues a querer ser feliz, a sentir vontade de servir, e a lutar contra as adversidades.

12 anos e já tantas conquistas.

Tem sido uma boa aventura.

Goza a vida e confia.

Parabéns.

04
Jan16

A amizade segundo uma lógica de bazar

a-de-alice

"Desconfia-se do que é dado e pesa-se o que se recebe. A amizade e o amor parecem gerir-se, por vezes, segundo uma lógica de bazar. Já nem é considerado má-educação perguntar quanto é que uma prenda custou. Se esse preço é excessivo chega-se a dizer que não se pode aceitar. Quem dá de bom coração merece ser aceite de bom coração. Mas quem dá não dá para ser pago. Dá para ser recebido. Não dá como quem faz um depósito ou investimento.

O valor de uma prenda não está na prenda - está na maneira como é prendada.

Todos os gestos de amor e de amizade são reduzidos ao valor de troca, a uma mera transacção em que é tudo avaliado, registado, saldado, pago a meias e de um modo geral discutido e destruído até estar esvaziado de significado.

" Miguel Esteves Cardoso, in 'Último Volume'

 

No rescaldo do Natal nada melhor que ler este texto e pensar.

Não quero amizades "compradas", amizades em que se cobram os presentes, em que se cobram o tempo que se está junto.

 

Quando estamos juntas é como se fosse ontem, as conversas fluem naturalmente e nada é cobrado.

Estamos juntas porque queremos estar juntas.

Com as minhas queridas amigas não trocamos prendas de Natal, jantamos sempre na véspera do dia 24, desejamos Feliz Natal e é a melhor prenda que temos dado á nossa amizade de 27 anos.

 

 

No Amor faço igual, não trocamos prendas materiais. Trocamos gestos de amor e carinho e tem resultado bem nestes 21 anos juntos.

A partir do momento em que decidimos não trocar prendas de Natal tudo passou a correr melhor, havia, mesmo que duma forma inconsciente, um mau estar entre nós ou porque a minha prenda era "melhor", ou mais cara ou pensada com mais tempo, e ele nunca tinha disponibilidade ou vontade para comprar algo. Assim decidimos não trocar prendas e assim o nosso amor ficou ainda mais maravilhoso.

 

 

Com o passar dos anos a nossa lista de prendas materiais de Natal diminui e a lista de desejos e sentimentos aumenta.

 

Sim o que interessa é mesmo o Amor e a Amizade.

 

 

 

Mais sobre mim

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D